domingo, 29 de março de 2009

(In)Fidelidade - Sinal de que o amor já acabou ?

infidelidade, amor, sinal

Vi essa interessante matéria no site do iTodas da UOL e vou adaptar para a versão masculina, mas serve para ambos os sexos.

"Você tem uma namorada, é feliz com ela, mas um dia você se flagra esticando o olho e talvez até o pescoço olhando para outra mulher com desejo e pensando: O que aconteceria se eu tentasse deixar rolar ? E daí que surge o conflito: Fiel a sua namorada ou ao seu desejo ?

Mas primeiro de tudo, não devemos pensar que isso é um pecado, sacanagem ou algo parecido."Ter uma relação legal com alguém não impede que a qualquer momento a gente encontre uma pessoa que desperte interesse e atração física", explica a psicanalista Eliana Caligiuri (SP). "Ninguém está livre disso acontecer - nem homens, nem mulheres.". O ser humano é curioso por natureza e seu desejo troca de foco constantemente, seja por objeto ou por pessoas.

Nós temos uma tendência natural para a ínfidelidade, ela só é reprimida pela vida em comunidade. "Ter uma relação legal com alguém não impede que a qualquer momento a gente encontre uma pessoa que desperte interesse e atração física", explica a psicanalista Eliana Caligiuri (SP). "Ninguém está livre disso acontecer - nem homens, nem mulheres."

Natural tanto para o homem quanto para a mulher.
Laços, afinidade e uma convivência feliz fortalecem qualquer relacionamento, mas isso não impede que sua/seu namorada(o) sinta desejo por outra pessoa, afinal existe milhões de pessoas interessantes no mundo e cá entre nós, você ão sabe o que te reserva o próximo dia virando a esquina.

Embora homens e mulheres tenham o mesmo desejo, ele se expressa de diferentes maneiras. "O masculino é muito associado à visão, um sentido predominante para os homens", esclarece Eliana. "Eles são estimulados o tempo todo pela aparência das mulheres tanto na rua, no trabalho, em outdoors, revistas, filmes como nos comerciais, etc." Apesar de menos condicionado ao aspecto visual, o desejo feminino é tão forte quanto o masculino. "A mulher certamente não tem a mesma freqüência de estímulos, mas quando o desejo acontece pode até ser mais intenso que o do homem."

Muita gente se preocupa e pensa que o amor acabou, mas se você possui uma relação feliz com uma convivência gostosa, obviamente vai haver amor e a vontade da famosa expressão "pular a cerca" é mais uma atração física e momentãnea, como a de tomar aqueles sorvetes em um dia escaldante. Como a vontade veio, ela também passa.

amor, fidelidade, amor nao acabou

Culpa ? Mas de modo algum.
Mesmo assim há mulheres que dão importância exagerada ao acontecido e ficam se torturando com sentimento de culpa."Em vez de agir assim, reflita sobre o episódio e veja se não está fazendo tempestade num copo d'água", alerta Eliana Caligiuri. "De repente foi mesmo como um sorvete de verão, que não afetou em nada a sua vida e nem o relacionamento com quem você ama."

Pensando bem, algumas vezes a experiência da infidelidade pode envolver aprendizados muito importantes para a vida. Nesse encontro ocasional a outra pessoa pode tocar, levar a fazer e dizer coisas que você nunca havia feito e nem dito antes, mas gostaria disso em seu dia-a-dia, nesse caso pode até ser que a infidelidade enriqueça a relação oficial.

A culpa geralmente levam as mulheres à aquele dilema: Contar ou não contar ao companheiro ? "Geralmente quando contada mesmo com a melhor das intenções gera uma desconfiança entre o casal" Diz Eliana. Mas quando o fato é descoberto, o melhor é adimitir a fraqueza, pois ninguém está livre dela.

Se já foi infiel uma vez e ainda sente desejo pela mesma pessoa ou por outras, isso indica que você deve parar e fazer uma refexão. "Isso porque você corre o risco de ficar em conflito, dividida entre as duas histórias, sem conseguir estar inteira em nenhuma delas", adverte a psicóloga clínica Rosemeire Zago (SP). Tal atitude também indica imaturidade para fazer as excolhas decisivas para nós.

Nesse momento é importante ter clareza sobre o que a levou a se envolver com outra pessoa e sobre o significado do seu relacionamento. Dê um tempo a si mesma e se pergunte "ainda o amo?" e "por que fiz isso?", e ouça a resposta com a maior honestidade do mundo. "Se você permite que outro homem entre em sua vida, pode ser sinal de que a relação não está nada bem e necessita ser avaliada", esclarece Rosemeire.

PERIGO!

A psicóloga Rosemeire Zago aponta alguns sinais de que a sua relação não vai bem:
Afastamento físico:


-> Os carinhos, abraços e principalmente o beijo na boca, que é mais íntimo que a própria relação sexual, se tornam muito raros.

-> O sexo se espaça cada vez mais.

-> A pessoa vai a compromissos sociais sem a companhia do outro.

-> Afastamento psicológico

-> Ausência de intimidade.

-> Falta de diálogo sobre sentimentos.

-> O casal não compartilha planos futuros.

-> Há o aumento das atividades individuais.

-> Ela (ou ele) se sobrecarrega de trabalho para não ficar com o(a) parceiro(a).

Fonte: iTodas.uol Texto adaptado: Cleyton Bonamigo

4 Comentários:

André Luís Leite disse...

ja fui chifrado e ja chifrei - amor sao outros quinhentos - doi a dor do chifre - mas fazer o que - acho que temos que desvincular amor de sexo - ai a coisa flue...sexo é uma coisa - amor é outra e amor com sexo é outra - voce pode gostar de comer uma pessoa e tomar uma cervejinha com ela mas é só pois a criatura é uma mala mas é boa de cama...simples e complicado. abraços

Gabriel Vinicius de Oliveira Alves disse...

Tem gente que trai por sem vergonhice mesmo principalmente mulher...

Traição é foda há muitos fatores que causam tem mulher que só por causa de um simples erro do cara fica botando chifre no cara em vez de largar ele é foda...

Se não ta curtindo o cara, para que ficar fazendo isso?

Muito bom o post

Janaína Bueno disse...

Eu acredito que a infidelidade já começa com o próprio desejo. Não é necessário o contato físico para a infidelidade se estabelecer. Porém, também comungo da idéia da pesquisadora de que, nem sempre, a traição é um sinal do desgaste da relação. Muitas vezes é apenas uma questão de ocasião, de experimentar algo novo (depois de muito tempo com a mesma pessoa), de afirmação etc.
De qualquer forma, a traição não é uma ação como outra qualquer, já que envolve dor, angústia, incertezas na relação. É preciso PENSAR sobre as consequências, apesar das dificuldades de raciocínio em momentos em que o desejo se estabelece.

www.sualista.com.br disse...

www.sualista.com.br

Notícias:

Quem sou eu

Marau, Rio Grande do Sul, Brazil
Sou Cleyton Bonamigo, natural de Marau/RS, estudante, com 16 anos e praticante na área de Web Desenvolvimento. Também gosto muito de esportes, começei com 12 anos a praticar lutas, especificadamente Kick boxing, agora com 17 anos estou praticando luta Muay Thai e estou fazendo academia de musculação.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO  

BlogBlogs.Com.Br